Navigation Menu+

CORVO ENCONTRA AS GAROTAS

Posted by

build2

‘E-p-o-r-q-u-ê-e-u-n-ã-o-d-e-v-e-r-i-a-e-s-t-a-r-f-e-l-i-z…?” Ela parecia dizer tão cheia, completa de si. Tão fechada de certeza, gesticulando como se tivesse um vibrador em uma mão e uma escova de cabelos na outra, como o perfeito exemplo de feminilidade e ousadia até mesmo. Essa era Carmilla, parecia ter sido criada com um cachimbo da paz em uma mão e um crucifixo na outra, exatamente o oposto de Corvo, que não fora criada nem por mãe cherokee nem por pai católico. Corvo foi criada com nada em uma mão e nada na outra.