Navigation Menu+

“Doar-se”

Posted by

AlePedro.jpg

“Doar-se”: o verbo no infinitivo flexionado em alarde; ação urgente e necessária, troca imediata de benfazeres. “Doam-se” dá voz ao coletivo por meio do verbo, enraizando-o, com derivação do latim, e, no fim, um leve murmúrio, aglutinado murmúrio no final da frase, causado pela letra m que quase engole aquele que lê, para só então haver a reflexão. “Doam-se palavras” é o ato de doar-se puramente naquilo que também é dor: palavras. A ideia de “doar-se” (em palavras) traz ainda uma espécie de entrega: autor e leitor, posto que somos todos carentes e temos fome de palavras. “Doam-se” vai ao encontro da ideia da autofagia inconsolável do autor: mastigar o próprio verbo e não poder digeri-lo. “Doam-se palavras” está entre as tantas frases abstratas, as quais não podem ser expressas com imagens. Eis então nossa proposta: doar ou doer-se: impressos. A imaginação depende da palavra, e a palavra acompanha o ato. Aceite-as. Coma!